Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 30/12/10

 

Se há quem tenha ficado credibilizada e beneficiada com o ano de 2010, foi, definitivamente, aquela sra. vendada carregada de balanças e espadas e que dá pelo nome de Justiça. Arrumou todos os assuntos que se andavam a arrastar há anos e de forma definitiva. Bem, excepto, talvez, no Caso Casa Pia e naquela trapalhada do acórdão, no episódio das escutas do Face Oculta que entretanto reapareceram depois da novela que foi a sua ordem de destruição, no Freeport e os processos disciplinares agora instaurados, nas acusações e pressões ao PGR e com todas as alarvidades da Procuradora Cândida Almeida pelo meio e no caso BPN que tardou em ser visto. Em tudo o resto foi extremamente expedita e eficiente, quase aposto!

 

O que explica que nenhum candidato a Presidente da República se tenha ainda pronunciado sobre o tema. Depois de 2010 a Justiça ficou bestial!


publicado por João Maria Condeixa às 20:13
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 9 de Agosto de 2010
por João Maria Condeixa, em 9/8/10

Tiago, a sugestão para procuradorável é de facto hilariante. Um meliante como PGR seria mesmo de rir, mas nem assim me convences que um Sindicato - e explica lá a quem te comenta que eu consigo dizer esta palavra sem incorrer num tripe raivosa - poderá ter mais competências que um PGR apenas porque foi democraticamente eleito por umas dúzias de senhores cultos, inteligentes e proeminentes. Por muito bons que eles sejam, eu não elegi nenhum deles como meu representante. Nem um!

 

O PGR não é nomeado por 3 partidos, como tentas passar, mas sim sugerido pelo Governo e nomeado pelo Presidente da República, que como é lógico - não há tanta falta de senso que leve ao contrário! - ouvirá todos os partidos com assento na AR. Em teoria, romântica q.b., o PR estará a receber as indicações dos portugueses, por intermédio de quem eles decidiram, por voto, que tivesse esse poder, sobre quem deverá vir a ser o próximo PGR.

 

 


publicado por João Maria Condeixa às 22:05
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 9/8/10

Lopes da Mota, ex-Secretário de Estado da Justiça de José Sócrates - então na presidência da Eurojust - alertou as autoridades portuguesas para a constituição de uma equipa mista, composta por portugueses e ingleses, de investigação ao caso freeport.

 

Cândida Almeida, que até então não queria para si o caso freeport, advoca-o de imediato para o DCIAP, impedindo a constituição da referida equipa.

 

Do Serious Fraud Office - um órgão de investigação do Estado Britânico - aparecem agora notas alertando que "os magistrados portugueses estão a bloquear o rumo das investigações que a PJ pretendia" e que e que era notória a preocupação de Cândida Almeida com o facto de o inquérito visar o possível envolvimento do primeiro-ministro.

 

Ao Serious Fraud Office foi confidenciado, pelos dois procuradores envolvidos no processo freeport, não existir confiança na sua superior hierárquica (Cândida Almeida).


publicado por João Maria Condeixa às 10:47
link do post | Please be gentle | (2)

Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010
por João Maria Condeixa, em 22/2/10

Isto está grave. De tal maneira grave que começo a pensar se não será melhor a Justiça deixar cair antes a venda até ao nível da boca, pois já que não lhe tapa os olhos, ao menos que a impeça de divulgar tanta trapalhada:

O Procurador-Geral da República, Pinto Monteiro, recusou, ao longo dos últimos meses, o acesso aos seus despachos de arquivamento ao crime de atentado contra o Estado de direito no âmbito do caso Face Oculta. O PGR travou o acesso aos documentos porque estes, alegava Pinto Monteiro, continham escutas entre Armando Vara e José Sócrates. Mas aquilo que o “Diário de Notícias” e o “Correio da Manhã” noticiam hoje é que, afinal, em lado algum aparecem as conversas entre Sócrates e Vara nesses documentos.

Pensado bem, deixem-na antes despida de vendas ou mordaças que depois de escutas "ilegais", segredos de Justiça revelados, mentiras ou imprecisões - a cerimónia que eu ainda faço com a nossa Justiça - o melhor é ela clarificar tudo o que sabe.


publicado por João Maria Condeixa às 12:33
link do post | Please be gentle | (1)


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

2010: Momentos Únicos! (2...

E ei-los que até foram el...

A verdade vem sempre ao d...

Livrem-na, por agora, de ...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds