Terça-feira, 13 de Julho de 2010
por João Maria Condeixa, em 13/7/10

 

- Tina, o Banco cortou-nos o crédito!

- Então, Nando?

- Eu já esperava. Diz que contraímos empréstimos muito para lá dos nossos rendimentos e que dificilmente conseguiremos responder perante os credores.

- Ah mas isso é óptimo!

- E que os nossos empregos não lhes inspiram confiança.

- Isso é bom sinal... Já estou cansada de ter ver no Governo. Quero-te em casa!

- E que por causa da ASAE já nem sequer podes fazer rissóis para fora para compor o orçamento!

- Felizmente... Que descanso!

- E que a cómoda Luís XIV que estás a pensar comprar para pôr na garagem é puro esbanjamento.

- Ainda bem que estão atentos aos últimos gritos da moda!

- E que andares a gastar dinheiro noutras coisas supérfluas tem de acabar.

- Nessas coisas não fui eu. Foi a tua irmã!

- E que por isto tudo, acabou-se o crédito. É isso!

- Mas, querido, isso são óptimas notícias, pergunta ao teu patrão! Se soubesses como te adoro!


publicado por João Maria Condeixa às 22:10
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 26 de Abril de 2010
por João Maria Condeixa, em 26/4/10

Depois de o endividamento líquido ter vindo a descer em 2006 e 2007, o ano de 2008 inverteu esta tendência, apresentado um aumento desse indicador na ordem dos 5,8 por cento. De acordo com os autores do estudo, esta subida deve-se sobretudo ao impacto da crise económica e financeira internacional.

 

As autarquias deram esse disparo no período de "paz construtiva". Imaginem, agora, quanto terá crescido o endividamento o ano passado em vésperas de eleições. É aí que as rotundas brotam, os jardins são arranjados, as fontes se erguem e as fitas se cortam em sinal de pré-campanha. De pouco nos serve conhecer este valor de 5,8% (ou 7%) se sabemos, à priori, que a mão autárquica daquele que se prepara para ir a votos é bem mais devastadora que qualquer crise internacional.

 

A crise é de agora. O comportamento esbanjador, sorvedouro do contribuinte, conservador do seu poderzinho, defensor dos seus interesses e dos que os rodeiam, vem de longe!


publicado por João Maria Condeixa às 21:18
link do post | Please be gentle


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Fomos a casa de Teixeira ...

A mão que embala a dívida

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds