Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

República do Caústico

Gestão danosa da rede escolar

29.06.10, João Maria Condeixa

O Governo é uma bússola com um íman por cima. Em vez de indicar um rumo, roda, gira e rodopia num frenesim que não resulta em nada. E a cada gesto que faz, ou volta que dá, solta milhões de euros por desnorte.

 

Um dos primeiros sinais desta esquizofrénica falta de estratégia deu-se com a distribuição daqueles geniais e luminescentes retroprojectores país fora, quando muitas escolas tinham ainda goteiras nos tectos ou eram parcas em aquecimentos que permitissem combater os gelados invernos do interior. Primeiro o supérfluo, só depois o necessário.

 

Não contente com essa falta de visão estratégica e de prioridades, o Governo promete agora deitar por terra o investimento de 3 milhões que fez em escolas de Norte a Sul e que figuram no rol de estabelecimentos a encerrar. A isto o povo chama "andar a brincar com o dinheiro dos contribuintes". Se o encerramento cego já não faz sentido, este tipo de desperdício devia ser punido. No mínimo ser considerado gestão danosa!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.