Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

República do Caústico

Duas boas notícias

24.02.10, João Maria Condeixa

Será agora, finalmente, que o Estado se passará a portar como rapazinho crescido e a cumprir com as suas responsabilidades e que em caso de não o conseguir, ou for sua opção, pagará o que lhe é devido tal como nos exige a nós contribuintes?

 

Ora aí está um bom tema a ser desenvolvido por estes senhores que também hoje arrancaram com um novo blogue, The Portuguese Economy: The effects of a debtor State on a small country economy (que eles só falam inglês e explicam porquê).

2 comentários

  • Esses 50,5 propostos iriam para outro lado. Para as pensões das pessoas que trabalharam uma vida, honestamente, e que enfrentam igual crise, mas sem qualquer hipóteses de dar a volta por cima pelo seu próprio pé, pois a idade e a saúde já não o permitem. E não se trata de compaixão, mas de distinguir quem tem ainda menos hipóteses...
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.