Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

República do Caústico

A herança do PSD

29.08.11, João Maria Condeixa

Quando o filho contraria o pai corre o risco de ser deserdado. Quando o pai já pensava em deixar a herança a outros, a perda não é grande. Este sinal do PSD e de Passos Coelho não é uma afronta - tão pouco é o tremer da cooperação estratégica pois esta nem sequer foi declarada -.

É antes um marco na vida do PSD que veio confirmar aquilo que a constituição deste Governo já tinha indiciado: o cordão umbilical começa a ser desfeito.

 

Cabe agora a Cavaco Silva aceitar o facto com naturalidade para que na reforma possa gozar os netos.