Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

República do Caústico

"A mim ninguém me cala!" um mês depois

15.04.11, João Maria Condeixa

Da mesma forma que os joelhos da minha vizinha adivinham chuva, também os imperativos de consciência de Pacheco Pereira me fazem antever sempre qualquer coisa. Não sei muito bem o que é. Se soubesse abria um consultório astral e, em vez de uma bola de cristal, usava-o a ele. Mas algo está para acontecer sobre o PSD.

 

Só isso explica que só passado um mês de ter recebido esta estranha SMS, se tenha lembrado que tem consciência e que ela é livre. Pacheco Pereira ou prevê uma derrota social-democrata e está a distanciar-se ou quer alguma coisa e está a negociar ou, então, quis qualquer coisa e está a vingar-se, pois de resto, não conheço nenhuma consciência livre que trabalhe ao retardador!

 

PS - que fique claro, no entanto, que estou de acordo com ele quando diz que os portugueses deviam exigir saber o que aconteceu naquelas 48 horas, pois alguém está de facto a mentir. E para mentiras já nos bastava as de um..