Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

República do Caústico

A lata da rosa

29.09.10, João Maria Condeixa

Há quem lhe chame "spin". Há quem veja uma arte neste turbilhão de informação e contra-informação, sem perceber que o país precisa de um rumo e que os portugueses têm direito a conhecê-lo fora destas encenações, estratégias partidárias e agendas governativas. Ontem não havia por onde cortar na despesa, hoje tudo mudou e é prioritário reduzi-la. E o PS consegue vir dizer isto sem se rir, sem dar parte fraca, como se tivesse inventado a roda e os outros partidos nunca tivessem, sequer, aflorado o assunto.

 

Isto não crendo que terá sido um puxão de orelhas do Presidente da República que os terá feito arrepiar caminho. Para isso era preciso também acreditar no Pai Natal.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.