Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

República do Caústico

A mulher que eu nunca tive

30.08.10, João Maria Condeixa

Fernanda Câncio é a mulher que nunca tive. Quer saber onde estive, com quem andei no Sábado e por que razão não apareci no Camões.

 

 - f., não sei se ainda estás a bater o pé de mão na anca, mas eu juro que tenho um álibi. Às 18horas do dia 28 de Agosto de 2010 estava em Aveiro numa workshop sobre a reforma da PAC e Agricultura - que também foi lapidada nestes últimos anos - junto com um grupo de amigos. Bem, também havia por lá mulheres, mas eu prometo que nem olhei para elas. Quem lá esteve pode corroborar o que estou a dizer. Ainda que a agenda deste grupo seja por nós definida - coisa que aparentemente não queres entender - eu não quero estar a entrar em discussões estéreis - não vale a pena! -, por isso deixo-te os colarinhos da minha camisa branca como prova: nem uma marca de batôn lá encontrarás!

 

PS - Quarta é dia de homens: noite de poker.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.