Quinta-feira, 14 de Abril de 2011
por João Maria Condeixa, em 14/4/11

 


publicado por João Maria Condeixa às 10:27
link do post | Please be gentle | (3)

Quinta-feira, 16 de Dezembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 16/12/10

que sempre que ouve de manhã na Rádio "...probabilidade de aguaceiro, por vezes forte..." canta para dentro "coragem de Leão"?


publicado por João Maria Condeixa às 10:37
link do post | Please be gentle

Domingo, 3 de Outubro de 2010
por João Maria Condeixa, em 3/10/10

 

Não fui aos U2. Não fui, nem devo voltar a tentar ir a nenhum concerto dos irlandeses. Sou o que se chama um traumatizado: há um ano e meio, com bilhetes comprados para o avião e para o concerto de Barcelona, tive de cancelar tudo a três dias de partir. Daí que não tenha sequer pensado em arranjar uma entrada e tão pouco tenha inveja daqueles que ontem e hoje vão a Coimbra bater o pé.

 

Mas nem por isso me tornei num daqueles moralistas da censura que, da esquerda à direita, ao mínimo vislumbrar do magote de gente que comprou bilhetes para o concerto, abre a boca para dizer: "..e ainda dizem que estamos em crise!".

 

Dos pseudo-liberais de direita, aos  falsos anarcas de esquerda, passando pelos libertários-de-coisa-nenhuma, encontramos sempre quem tenha a mesquinhez de largar um petardo desses, esquecendo que as suas prioridades podem não ser as de outros e que quem comprou um bilhete para os U2 poderá ter liberdade financeira para isso e muito mais, ou então optou por cortar noutras coisas que não lhe fazem falta para completar a sua felicidade, como lhe fazem os U2 ou outros rouxinóis do género.

 

E quem comprou esses bilhetes com os olhos da cara, talvez não retire de uma camisa Ralph Lauren, de um  charuto de Havana ou de uma prestação mais elevada por outra assoalhada, nada mais que o que retira de uma camisa da H&M, de um  simples Marlboro, ou de um arrendamento modesto e por isso talvez opte por estas extravagâncias.

 

É bem verdade que vivemos - ou pelo menos vivíamos, não sei se depois de Sócrates haverá hipóteses para isso - numa época de consumismo desenfreado, mas ainda assim cada um sabe de si.


publicado por João Maria Condeixa às 16:15
link do post | Please be gentle | (4)

Segunda-feira, 19 de Julho de 2010
por João Maria Condeixa, em 19/7/10

 

Não me aguentei até ao fim do concerto do Prince. No dia seguinte seria dia de trabalho, a viagem prometia ser longa e o trânsito poderia vir a agravar a coisa, pelo que saí à francesa, por entre uma tempestade de areia, assim que acabou o bem falsetado "Purple Rain". Para trás deixava "o artista, outrora conhecido como Prince" a animar uma multidão de gente como se fosse um mutante entre um instrutor de step e um assistente de realização.

 

Prince é, como ele próprio se intitula, mais um artista que um cantor. Não por falta de voz, mas por excesso de confraternização com o público. Fosse ele português e teria passado noite a gritar: "Amarante, quero ouvir!"; "Bombarral, quero ver esses braços no ar!" Como é made in USA grita "ooohhhh, Portugal!" durante 28 minutos e "now, jump!" e "now, clap your hands" durante outra meia hora, por entre, esses sim, magníficos acordes de guitarra. Foi, como digo, uma aula de aeróbica interrompida aqui e ali por um dos seus êxitos e por Ana Moura que, com sorte, será lançada lá fora pelo artista que gosta de atirar pessoas para o estrelato.

 

Vim-me embora a pensar como será possível existir quem, baseado fundamentalmente em 4 temas, mantenha 30 anos de carreira com tanto sucesso. Olhei para trás e a resposta estava no pó que subia por entre os pinheiros resultante de uns 30 mil espectadores entusiasmados.


publicado por João Maria Condeixa às 14:29
link do post | Please be gentle

Quinta-feira, 27 de Maio de 2010
por João Maria Condeixa, em 27/5/10

Lembro-me de os ter visto pela primeira vez há dois anos e ter pensado que só assim é que as bandas deviam poder actuar: ou tocam em palco tal e qual como gravam ou perdem a licença de artistas e recebem uma de sonoplastas. Os Muse, por aí, estariam descansados. E lá vou eu mais uma vez confirmar isso. É já daqui a umas horas..

Temas: , ,

publicado por João Maria Condeixa às 14:13
link do post | Please be gentle | (1)

Domingo, 7 de Março de 2010
por João Maria Condeixa, em 7/3/10

É impressão minha ou vamos ao festival da canção com uma música para um filme de animação da Disney? Não sei se pelos tiques de voz à Mariah Carey ou pela balada a roçar os acordes de uma "Pocahontas", a verdade é que fiquei com essa sensação e não me parece que seja receita vencedora, sobretudo se pensarmos em algumas vitórias que nos últimos anos têm mostrado uma inclinação para o "unexpected". Ainda assim, boa sorte para o palco da Eurovisão. Adolfo, especialista na matéria, quantos pontos?

  

 


publicado por João Maria Condeixa às 14:35
link do post | Please be gentle

Sábado, 30 de Janeiro de 2010
por João Maria Condeixa, em 30/1/10

 

 

 


publicado por João Maria Condeixa às 18:19
link do post | Please be gentle


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Sócrates no karaoke: "Men...

Serei o único..

Aos moralistas nas crises...

Prince, o instrutor de st...

Countdown to aMUSE myself...

Adolfo, quantos pontos?

Fim-de-semana

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds