Domingo, 5 de Junho de 2011
por João Maria Condeixa, em 5/6/11

"É a nona vez que sou candidato a deputado" José Sócrates dixit à saída das urnas. É a primeira declaração de derrota de um já não candidato a Primeiro-Ministro?


publicado por João Maria Condeixa às 12:50
link do post | Please be gentle

Sábado, 4 de Junho de 2011
por João Maria Condeixa, em 4/6/11

Se no sábado aleluia quase todos sabem que Cristo ressuscita no dia seguinte, mas ainda assim carregam um ar prostrado e de luto, como se não adivinhassem o dia de amanhã, no dia de reflexão quase todos sabem o seu sentido de voto, mas insistem em dizer que têm de pensar, ponderar e avaliar os prós e os contras. Ainda que o voto seja no seu clube de sempre. Diga-se que são dois dias, sobretudo se levados ao exagero, um bocado desnecessários.

 

Se não se importam vou ali à praia. Reflectir, pois claro!


publicado por João Maria Condeixa às 13:35
link do post | Please be gentle | (1)

Sexta-feira, 3 de Junho de 2011
por João Maria Condeixa, em 3/6/11

Era uma espécie de oráculo para José Sócrates (e vice-versa): quando olhávamos para ele sabíamos que roupa iria vestir o Primeiro-Ministro no dia seguinte (e vice-versa); quando o ouvíamos sabíamos o que nos ia dizer o Primeiro-Ministro no dia a seguir (e vice-versa ); quando o víamos na defensiva era porque o Primeiro-Ministro tinha feito asneira (e vice-versa); quando o víamos desmentir uma notícia era porque o PM tinha mentido no dia anterior (e vice-versa); quando falava sobre o freeport era porque a nuvem se adensava sobre o José Sócrates (e vice-versa); quando o ouvíamos na rádio ficávamos com a ideia que era o PM que estava a falar (e vice-versa).

 

Até ao seu aparecimento só se tinham registado duplas personalidades de um mesmo corpo, este foi o seu inverso: uma única personalidade a viver dois corpos. Vai deixar saudades.


publicado por João Maria Condeixa às 10:36
link do post | Please be gentle | (1)

Quarta-feira, 1 de Junho de 2011
por João Maria Condeixa, em 1/6/11

Os partidos quase não falaram do memorando durante a campanha. Fugiram dele como o diabo da cruz, como se não tivessem de o executar. Foi de todos, sem excepção, a grande falha. Mas houve um partido que falou menos que os outros, ou antes, falou, mas sempre que o fez faltou à verdade, ou seja, é como se tivesse falado em valor negativo.

 

O PSD e o CDS, pouco falaram, mas quando o fizeram acrescentaram conhecimento esclarecendo o país e os portugueses. O PS, mais concretamente José Sócrates, sempre que o fez roubou-nos conhecimento,  ludibriando cada um de nós. Basicamente o que tem feito no governo até hoje sobre as contas públicas.

 

A pergunta é: e ainda tem o descaramento de pedir o voto aos portugueses?


publicado por João Maria Condeixa às 22:41
link do post | Please be gentle | (4)

Terça-feira, 31 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 31/5/11

Ou muito me engano ou o PSD começa a descolar nas sondagens a partir de amanhã.


publicado por João Maria Condeixa às 23:02
link do post | Please be gentle | (7)

Domingo, 29 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 29/5/11

Recomendo que leiam esta declaração de voto. Não por estarmos em período de campanha e por achar que isso pode beneficiar o partido que apoio, mas por, honestamente, considerar que é um exemplo de uma lógica descomplexada que muita falta faz a Portugal.

 

Recomendo-a, embora não concorde a 100% com ela e com a visão que ela tem para o Estado e para o país, mas por ser também isso um sinal do que se passa no meu próprio partido, ao, felizmente, se ter tornado mais abragente, menos confessional e redutor: não é preciso estarmos 100% de acordo com um partido para nele militarmos. Muito menos para nele votarmos.


publicado por João Maria Condeixa às 19:00
link do post | Please be gentle | (3)

Sexta-feira, 27 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 27/5/11

No início, o verbo era o "direito à indignação". Depois aprendemos que "quem se mete com o PS, leva" ao mesmo tempo que ainda se ouviam vozes socialistas a dizer com pretensa liberdade "a mim ninguém me cala!". Entretanto, e porque sabemos que gostam é de "malhar na direita" descobrimos que há "pessoas que não sabem respeitar a democracia” e que por se estarem a manifestar contra o governo são detidas sem que tivessem causado distúrbios na ordem pública. Assim evoluiu o PS.


publicado por João Maria Condeixa às 10:50
link do post | Please be gentle

Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 25/5/11

Como é que os jornalistas ainda tem coragem de fazer perguntas a Ricardo Rodrigues apontado-lhe os gravadores? Estão a pedi-las. Ai estão, estão!


publicado por João Maria Condeixa às 20:47
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 25/5/11

Estava aqui a pensar que o acordo com a Troika tinha esvaziado a discussão sobre projectos e propostas políticas. Depois pensei um bocadinho mais - aparentemente é possível - e percebi que estava errado: esta não é uma campanha diferente!

 

Dificilmente se discutem as políticas longe dos fait-divers e é esse o tempero de uma campanha. Aquilo que lhe dá vida. Por isso a Troika não veio esvaziar nada e muito menos limitar discussões. Apenas veio comprometer programas com a sua execução, coisa que depois das últimas eleições se previa dificil de conseguir. Aquilo a que hoje se propõem, terão minimamente de cumprir. E puff lá se foram os outdoors das metas folclóricas!

Se repararem bem só aqueles que não se comprometeram com a Troika (BE e PCP) é que têm objectivos surreais espalhados em letras garrafais pelo país. São eles os demagógicos destas eleições e superam largamente a promessa dos 150 000 empregos de José Sócrates.

 

Mas dizia, de resto tudo se manteve. Entre empurrões, vitupérios e epítetos menos próprios, lá se vai discutindo aquilo que é de principal importância mas de somenos interesse para discutir no café ou à hora de almoço. Só que há um reparo grande a fazer: para que conste, nomeações ocultas e défices escondidos não são pormenores, mas antes a pegada de um modus operandi, de uma maneira de estar na política e de um perfil a que José Sócrates nos habituou. E isso é matéria de discussão e de julgamento na urna.


publicado por João Maria Condeixa às 09:28
link do post | Please be gentle

Terça-feira, 24 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 24/5/11

Depois das nomeações ocultas, Passos Coelho denuncia agora 200 milhões de "défice oculto". Tendo em conta que estamos a falar de gastos do governo de Sócrates em "serviços de limpeza", o melhor é PPC arranjar um servidor com uns quantos Gigas de capacidade, pois a coisa é capaz de não ter fim..


publicado por João Maria Condeixa às 12:26
link do post | Please be gentle | (1)

Sexta-feira, 13 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 13/5/11

 

Hoje à noite vou estar aqui a analisar o debate Passos | Portas. Apareçam.

 


publicado por João Maria Condeixa às 17:48
link do post | Please be gentle | (2)

Sexta-feira, 6 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 6/5/11

Hoje às 21h vou estar aqui em directo a twitócomentar o debate entre Paulo Portas e Jerónimo de Sousa. O primeiro de muitos e importantes debates. Apareça. É só seguir o link e ir até ao site da TVI24.

 


publicado por João Maria Condeixa às 18:20
link do post | Please be gentle | (1)

Quinta-feira, 5 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 5/5/11

Sócrates mandou cancelar todos os Outdoors. Desta vez vai ter de prometer verdades.

 


publicado por João Maria Condeixa às 15:17
link do post | Please be gentle

Terça-feira, 3 de Maio de 2011
por João Maria Condeixa, em 3/5/11

Em dia de estreia, aqui fica a rua por onde também vou andar até dia 5 de Junho. É uma rua bem frequentada, de gente que sabe o que quer e que por isso discute para além da espuma dos dias e do "tempo que faz hoje". Política e não politiquices, nem partidarites!

 


publicado por João Maria Condeixa às 11:23
link do post | Please be gentle

Quarta-feira, 27 de Abril de 2011
por João Maria Condeixa, em 27/4/11

Sócrates sabe que já criou anticorpos suficientes para se poder mostrar disponível para um entendimento sem que corra o risco dele vir a acontecer.

É uma espécie de wishful thinking perverso, pois a ideia já inviabilizada no momento em que a apresenta, serve apenas para defesa futura: "eu fiz tudo o que estava ao meu alcance para um entendimento. Cheguei a propô-lo. Os outros é que, numa postura irresponsável, assim não entenderam!"

 

E quanto mais a oposição falar na imprescindibilidade de se alcançar esse entendimento, mais se estará a enrolar na teia do artífice Sócrates. 


publicado por João Maria Condeixa às 10:44
link do post | Please be gentle


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

A primeira declaração do ...

O sábado aleluia e o dia ...

Vamos ter saudades deste ...

E ainda pede o voto aos p...

Faltam 3 dias

Declarações de voto

A cronologia do PS

Coisas que não entendo

Devaneios sobre a campanh...

Temos o nosso Julian Assa...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds