Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2011
por João Maria Condeixa, em 5/1/11

Hoje damos os parabéns a blogues, a instituições, a artistas e a pessoas que mal conhecemos via facebook.

Talvez isso nos fizesse mais afáveis e nos aumentasse o saldo de amor ao próximo, não tivessemos nós, por outro lado, passado a tratar de igual forma aqueles que nos são mais chegados. Deixámos de visitar os amigos do peito para lhes passar a telefonar. Aos amigos deixámos de ligar e passámos a enviar mensagens. E aos conhecidos deixámos de enviar mensagens e passámos a teclar um impessoal "Parabéns!Abraço" no facebook.

O que ganhámos de um lado, perdemos do outro.

 

PS - Excepto por mim, que não me lembrava dos anos de ninguém e que agora só falho se quiser!


publicado por João Maria Condeixa às 18:38
link do post | Please be gentle | (2)

Sexta-feira, 17 de Dezembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 17/12/10

Andam por aí muito indignados com a escolha da Time para pessoa do ano. Mark Zuckerberg mudou o seu alvo - o mundo inteiro - e o meio em que se movimenta - a internet -. Assange que se serve desse meio para divulgar coscuvilhices, nem o seu alvo - diplomacia Norte-Americana -, por enquanto, mudou.


publicado por João Maria Condeixa às 19:37
link do post | Please be gentle | (1)

Sexta-feira, 1 de Outubro de 2010
por João Maria Condeixa, em 1/10/10

Têm de criar um facebook para reecontrarmos aqueles que perdemos no mar de gente do facebook...


publicado por João Maria Condeixa às 14:42
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 31 de Maio de 2010
por João Maria Condeixa, em 31/5/10

A privacidade ou falta dela é, tal como em nossas casas e no dia-a-dia, responsabilidade do próprio e da exposição a que nos decidimos submeter. Embora as políticas e redes de satélites de vigilância estejam em crescente e haja toda uma crescente moda "muito engraçada" de georeferenciação, toda a restante privacidade depende, maioritariamente, de nós e não assim tanto do contexto em que nos vemos.

 

O facebook, pese algumas definições que possam vir a ser melhoradas, é apenas um recinto que cada um usa a seu belo prazer: como engatatódromo, parlamento virtual, muro das lamentações, diarreia lexical ou constatação metereológica. Cada um diz onde está, com que cuecas anda pela casa e que batidos resolve fazer para combater o Verão. Se quiser incluir o código do Multibanco ou do cofre-forte, a asneira é sua, não do veículo que propagou a idiotice.

 

Daí que estes cyber-manifestantes defensores da privacidade me lembrem o outro que era pródigo a lançar pedras para cima do seu próprio telhado de vidro. Afinal não são eles que alimentam o big brother que criticam?


publicado por João Maria Condeixa às 12:22
link do post | Please be gentle | (3)

Sábado, 22 de Maio de 2010
por João Maria Condeixa, em 22/5/10
Mais do que merecida e mais do que atrasada, a minha época balnear arranca hoje. Não de forma tão exuberante como a rapariga da fotografia - até porque não tenho os seus atributos e ainda estou naquela fase de contraste intenso do pêlo negro sobre a pele esquálida, que me desfigura ligeiramente - mas garanto-vos que arranca hoje. Ah, e que o contraste passa rapidamente!
Por isso já sabem, não me apanham aqui até domingo. Entretanto, no facebook, a República do Cáustico já tem uma página própria. Se não fordes para a praia, podeis sempre passar por lá e fazer um "I Like", já que o "Deslike" não existe como opção. Até já.

publicado por João Maria Condeixa às 12:13
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 17 de Maio de 2010
por João Maria Condeixa, em 17/5/10

Se a II Guerra Mundial fosse nos dias de hoje e cada país tivesse uma conta no Facebook, eis o que seria: WW2 as seen on facebook


publicado por João Maria Condeixa às 12:39
link do post | Please be gentle

Quinta-feira, 8 de Abril de 2010
por João Maria Condeixa, em 8/4/10

O gigante das redes sociais é apetecível para todos. Muitos querem trabalhar o facebook para dele retirar dividendos, mas poucos são os que têm capacidade financeira para o conseguir pela via accionista: O vocalista dos U2 terá pago 15 euros por cada acção do Facebook, tendo adquirido 1% da maior rede social online do mundo, por um total de 90 milhões de dólares, 67 milhões de euros.

Quanto às empresas e empresários que não o conseguem fazer por esta via, resta-lhes sempre a possibilidade de irem alterando o status virtual na esperança que na vida real a mudança também aconteça.

Temas: , ,

publicado por João Maria Condeixa às 12:31
link do post | Please be gentle

Terça-feira, 6 de Abril de 2010
por João Maria Condeixa, em 6/4/10

 

Quanto a vocês, não sei, mas eu estou disposto a trocar o meu fashion adviser de magreza canichiana, voz afectada e tiques afeminados por esta mulher de gema e de peso, futura estilista portuguesa, que trata as outras por "gaija" e que crítica essa fonte secular de maus cheiro adolescente: o Áll Stáre! (favor ler com todas as letras e com o respectivo sotaque do Norte!)


publicado por João Maria Condeixa às 23:22
link do post | Please be gentle | (1)

Quinta-feira, 25 de Março de 2010
por João Maria Condeixa, em 25/3/10

Estas drogas limpas não têm metade da piada.Perderam o seu encanto por não criarem podres na sociedade. Jamais se conseguirá identificar um viciado no facebook pelo seu ar de morto-vivo-crackodependente, nem nunca conseguirá um agarrado ao teclado ouvir um "chega para lá que cheiras a álcool" ou "agora é todos os dias, não?".

A violência doméstica de garrafão de tinto em punho terá os seus dias contados e ninguém arrumará carros, prostituir-se-á ou "gamará" velhinhas para manter a sua dose de wireless diária.

Hoje tudo é "drógado" e quem ganha com isso são os organizadores de AAs, os produtores das mezinhas e da Aloe Vera, essa planta que tudo trata e que nos aparece nos iogurtes, misturada entre a rúcula nas saladas e na composição das boxers das lojas dos 300s. E o pior é que, para o caso do Facebook, não há metadona em vista, nem salas de chuto para o António Costa criar. Tudo é online o que dificulta a intervenção do Estado no combate a este flagelo social.

Temas: ,

publicado por João Maria Condeixa às 23:15
link do post | Please be gentle

Quarta-feira, 24 de Março de 2010
por João Maria Condeixa, em 24/3/10

Se razões existiam para considerar o facebook como um engatatódromo, então agora é que não restam dúvidas: "A rede social Facebook está relacionada com o aumento do número de casos de sífilis, uma doença sexualmente transmissível, alertam especialistas em saúde do Reino Unido."

Perto desta rede social, o Carnaval do Rio, as festas de Nova Iorque, as ruas da Tailândia, o red light district de Amesterdão e as bebedeiras da Ovibeja, são tudo meros "kindergarten", que é como quem diz, jardins de infância numa língua enrolada. Aguardo da Ana Jorge uma medida urgente, também ao estilo britânico, com uma campanha pela rede social alertando para os perigos de teclar sem dedeiras de silicone.


publicado por João Maria Condeixa às 17:12
link do post | Please be gentle | (1)


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Aniversários

Sintetizando a coisa ao m...

Voltámos ao mesmo

Quando o Big Brother és t...

Arranca a minha época bal...

Simplesmente genial

Status: accionista

Descobertas do facebook: ...

Vidas arruinadas pelo FB

Um engatatódromo na ponta...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds