Segunda-feira, 10 de Outubro de 2011
por João Maria Condeixa, em 10/10/11

Alberto João manteve a maioria mas nada permanecerá como antes. Sob medidas de austeridade, limitado nas acções por lhe irem apertar os cordões à bolsa, sem estar habituado a "reinar" com recursos limitados, Alberto João terá dificuldades em permanecer no seu posto.

Encontrará o CDS na oposição, motivado pelo seu melhor resultado de sempre, que capitalizou toda a descida de Alberto João e que se mostrou como partido responsável pela primeira derrota do PS, depois das legislativas. Aliás, os socialistas foram derrotados pelo CDS por ter sido este o único partido capaz de constituir a verdadeira alternativa responsável, denunciadora e capaz de vir a assumir-se no futuro. Por isso tanto cresceu o CDS. Já o PS, não tendo sido capaz de encarnar esse registo, transferiu os seus votos (5%) para o PTP, esse "fenómeno familiar". Quanto ao BE, pode-se dizer que viu descer um PAN de fundo sobre si, que lhe roubou o único deputado. Louçã não pode estar satisfeito.

 

Rematando, para Alberto João, pior do que perder votos, é ter perdido espaço para esbanjar dinheiro. Vem aí um futuro diferente.


publicado por João Maria Condeixa às 16:26
link do post | Please be gentle | (8)

Sexta-feira, 2 de Setembro de 2011
por João Maria Condeixa, em 2/9/11

Alberto João Jardim consegue ser oposição a si próprio, na mesma frase e várias vezes à semana. Sempre que aponta o dedo ao PS ou ao continente, dizendo que a situação se tornou insustentável por um comportamento despesista, fala contra si e o seu igual comportamento. Às terças, quintas e sábados critica aquilo a que se dedica às segundas, quartas e sextas sendo que o domingo é para o carnaval!

Não fosse empregar meio mundo e o poder já teria mudado. Mas pode sempre dizer que a coisa é semelhante nas autarquias do continente.


publicado por João Maria Condeixa às 09:38
link do post | Please be gentle | (2)

Terça-feira, 23 de Agosto de 2011
por João Maria Condeixa, em 23/8/11

Nuno Gouveia no 31 da Armada:

"...Portugal não estaria no estado em que se encontra hoje se a indignação que a esquerda portuguesa tem demonstrado (e bem) sobre o despesismo na Madeira tivesse sido igual durante o mandato de José Sócrates. No fundo, Alberto João Jardim limitou-se a fazer o mesmo que o governo socialista fez: gastar o dinheiro que não tem. "


publicado por João Maria Condeixa às 14:58
link do post | Please be gentle | (2)


Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Curto rescaldo da Madeira

Jardim vs Alberto João

O que chove lá fora

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds