Quarta-feira, 21 de Abril de 2010
por João Maria Condeixa, em 21/4/10

Quando o paciente entra em negação tudo o que lhe resta - não tanto a si, mas aos seus familiares - é uma palavra de conforto e esclarecimento cabal do que se passa. Encobrir a verdade sobre o seu estado apenas irá agravar o pesar na hora do internamento ou, no limite, na hora da morte.

Um bom médico, mesmo não estando na posição de poder curar o doente, deve - a não ser que os familiares sejam uma cambada de cardíacos nervosos - alertar para os perigos que virão no futuro e nunca encapotar diagnósticos.

 

Estando o nosso Governo em negação do que criou, ajudou a criar e do que tem para enfrentar, e tendo o país tirado a senha do senhor que se segue à Grécia - quer por nossa culpa directa, quer por culpa dos grandes bancos e hedge funds - deveria poder confiar numa alma superior que se indignasse, alumiasse lá à frente e não compactuasse com falsas esperanças de 2,3% de défice em 2013, quando as medidas draconianas ainda não se fizeram sentir, nem são perspectivadas no PEC ou nas atitudes governativas.

 

Está visto que não nos vamos livrar destes estigmas veiculados pela imprensa apostada em nos espezinhar, nem livrar da falta de credibilidade do presente executivo que vai revelando uma letargia governativa atrofiante, de quem pouco mais pode fazer do que apagar fogos e escândalos. Precisávamos de alguém que apontasse o caminho, mas Cavaco não é o médico certo: viveu nas vacas gordas, encheu-se de colesterol e não sabe fazer dietas rigorosas. Além disso, mesmo no lugar em que se encontra, está obviamente encrençado em manter esta aparente harmonia cor-de-rosa, não percebendo, ou não querendo entender, que quanto mais tarde nos bater, mais irá doer!

 

O governo definha e ninguém fica nervoso, com o facto de nos acusarem de falta de nervo. O governo definha e todos assobiam para o lado dizendo que são as notícias que nos andam a matar. Ora...


publicado por João Maria Condeixa às 09:40
link do post | Please be gentle

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds