Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010
por João Maria Condeixa, em 17/2/10

Este post não trata de agir corporativamente em defesa de uma classe que nem existe ou está regulada: os bloggers. Trata sim de alertar para o extremo, como bem refere o JMP, em que podemos estar a cair tal é a aversão a toda esta postura Socrática que nos rodeia.

 

O problema de todo este espanto em volta do Simplex prende-se com o acto de feia cobardia e de tacticismo político de termos assessores que, não assinando pelo próprio nome, se refugiam em abrantismos e quando expostos à verdade, tal como S.Pedro, negam três vezes ou mais.

 

De resto não vejo problemas em políticos pagos, para agirem como tal, desempenharem funções de propaganda dentro de táxis, no mercado do bairro ou pela blogosfera fora. Todos nós que gastamos teclas nesta ínfíma parte da blogosfera, a política, assumimos aqui e ali atitudes mais propagandísticas das cores ou facções que mais defendemos. E não tem mal. O erro surge quando sabendo que assim é tentamos escamotear ou disfarçar os propósitos a que nos lançamos. Como acontece nos jornais em Portugal que, não assumindo o que são, vão passando estritamente a informação que mais lhes convém.

Sim, acredito naquela balela liberal de chegar a ver o dia em que jornais vão para o mercado assumindo que lado da barricada entendem mais facilmente e que opinião pretendem formar...

Como funcionam hoje em dia os jornais é que não deverão funcionar os blogues, caso contrário perdem toda a pertinência que os fez nascer! 

 

Quem quer vir para a guerra que assine e que o faça com a consciência que ganhará nuns dias e perderá noutros. Vergonha é alistar-se como Abrantes!


publicado por João Maria Condeixa às 22:43
link do post | Please be gentle

2 comentários:
De Francisco da Costa a 18 de Fevereiro de 2010 às 12:36
Mas a tese não passará também por recusar dar eco a blogues anónimos? Percorramos a nossa listinha de blogues que promovemos em cada um dos nossos e retiremos de lá todos os que são feitos por gente mascarada. Como princípio parece-me bem. Quanto a mim, assessor ou secretário que sou, digo que os blogues são ferramentas de trabalho onde se esgrimem e trocam opiniões. Quanto mais sólidas elas forem (baseadas em factos ou dados verificáveis), melhor. O Simplex tinha essa vantagem e por isso o considerava tanto. O resto é lateral.


De GMaciel a 18 de Fevereiro de 2010 às 16:23
Vergonha? Era verde, veio um burro e comeu-a.

Vergonha, meu caro, é sempre algo que se mede dependendo do lado da barricada onde se está. O que nuns é péssimo, nos nossos é admissível.
Isto é política!

cumps


Comentar post

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds