Terça-feira, 29 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 29/3/11

em teoria entrei de férias agora mesmo, na prática faltam ainda uns minutos..


publicado por João Maria Condeixa às 18:12
link do post | Please be gentle | (4)

Segunda-feira, 28 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 28/3/11

O Marco Moreira avançou com um novo blogue: Ortodoxia. Ide lá ver, mas depois voltai, sff..


publicado por João Maria Condeixa às 12:07
link do post | Please be gentle | (2)

Domingo, 27 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 27/3/11

Não sei o que é pior: se é as pessoas não detectarem os erros ortográficos e o tom de um e-mail a ponto de desconfiarem da sua proveniência, se é, dando pela coisa, ainda assim admitirem que poderá ter vindo das finanças. Aqui fica o e-mail em causa:

 

“Caro(a) Cidadão

Encontra-se por liquidar o montante referente ao processo numero AS27183473. Pedimos que regularize a situação ou que nos forneça um contacto telefonico para quepossa-mos chegar á fala consigo.
Saiba os detalhes e referencia para pagamento do processo numero AS2718373 aqui http://www.e-financas.gov.pt/AS2718373.pdf. O não pagamento da mesma dará inicio aos mecanismos legais para boa cobrança.
Caso nao seja o portador desta dívida deverá reportar de volta para oscarmendes@min-financas.gov.pt”


publicado por João Maria Condeixa às 19:55
link do post | Please be gentle | (2)

Sexta-feira, 25 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 25/3/11

...e o seu correspondente é Paulo Futre, o homem que vai levantar a nação portuguesa e quiçá a sportinguista.

 

A estratégia não é muito diferente da de Sócrates, mas poderá ser igualmente proveitosa: o futuro-ex-primeiro-ministro angariava fundos na China em troca de dívida, Futre angariará sponsors indo buscar - sócio, por favor...'tou concentradissímo! - nada mais, nada menos que o melhor jogador chinês. Assim, "vai vir " charters todas as semanas carregados de 400 ou 500 pessoas enchendo museus, esplanadas, casas de prostituição, hotéis, expós 98s, casas de fado e algumas delegações do SEF. E o Sporting terá comissões sobre isso.

 

Assim se "alevantam" duas nações, sócio!


publicado por João Maria Condeixa às 10:45
link do post | Please be gentle | (3)

Quinta-feira, 24 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 24/3/11

Sabem o que eu vos digo? Que a maioria dos políticos portugueses e a comunicação social que os rodeia são impostodependentes. Não vivem sem pensar em impostos, estremecem no segundo em que se privam de uma boa discussão sobre o tema e têm erecções só de imaginar que vão mexer numa apetitosa taxa.

 

É um tema que os excita, bem sei, mas lamento informar que, tal como havia mais "vida para além do défice", também há mais soluções para além da subida de impostos. Podem não se conhecer as contas públicas - e admito que esse desconhecimento possa ser assustador e condicionar a apresentação de propostas - mas insistir, ainda para mais à primeira oportunidade, sempre na mesma solução, parece-me doentio.

 

Portugal precisa de um rehab fiscal. De alguém que esteja disposto a ir ao osso, a fazer uma cirurgia, em vez de tratar tudo com aspirinas pagas pelo contribuinte. Parem de imitar aquelas inspecções da tropa que tudo curavam com uma só receita: "tussa!" "diga 33!" "Duas aspirinas...próximo!"


publicado por João Maria Condeixa às 16:01
link do post | Please be gentle | (3)

por João Maria Condeixa, em 24/3/11

Ide ler as 8 notas que o Adolfo Mesquita Nunes deixou sobre a rejeição do PEC:

8. Claro que os partidos têm também alguma responsabilidade na crise política, a começar pelo próprio PS, incapaz de se autonomizar de um Primeiro-Ministro em roda livre. Mas só o Governo tem responsabilidade no endividamento e no descalabro das contas públicas.


publicado por João Maria Condeixa às 10:15
link do post | Please be gentle

Quarta-feira, 23 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 23/3/11

Estas são notícias de hoje de Espanha:

El déficit público de Portugal, que según los datos del Gobierno de Lisboa cerró 2010 por debajo del 7%, está en riesgo de ser revisado al alza por Bruselas. La razón, que no contabiliza los gastos derivados de la nacionalización del Banco Portugués de Negocios y las aportaciones con dinero del Estado en las empresas de transporte público. Según informan los medios locales, si se suman estas partidas, el dato final podría irse al 8,2% del Producto Interior Bruto del país.

[...]

La denuncia de Bruselas trae a la memoria el caso de Grecia, que mintió a sabiendas en sus cuentas públicas para ocultar un déficit que, finalmente, fue del 15,4% en 2009. Totalmente insostenible.

É por este tipo de mentiras que atravessamos esta crise política e não pela acção ou falta de colaboração da oposição. É por este tipo de mentiras que o senhor se demitiu e não pelas palavras de Cavaco Silva. É por este tipo de mentiras que os mercados, esses que vivem da confiança, se mantêm intransigentes e a aumentar o risco. É também por este tipo de mentiras que espero que não voltem a votar no senhor.


publicado por João Maria Condeixa às 21:49
link do post | Please be gentle | (1)

por João Maria Condeixa, em 23/3/11

Não foi a intervenção de Manuela Ferreira Leite que veio atrasada. Foram as palmas do PSD à senhora que chegam um ano e meio depois e que por isso também têm parte da responsabilidade no estado do país..


publicado por João Maria Condeixa às 17:28
link do post | Please be gentle | (1)

por João Maria Condeixa, em 23/3/11

O poder foi para o Passos Perdido...


publicado por João Maria Condeixa às 16:00
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 23/3/11

 

Meu caro José Manuel Pureza,

 

isto de apagar a história e de a tentar reescrever com o intuito de poder apontar armas ao PSD ou à direita, na perspectiva de garantir votos para si nas eleições que se aproximam, é um acto de um purismo troskista de que se pode orgulhar. Eu sei que até lhe pode parecer estranho, mas esta crise política não é causada pelas medidas que o FMI impõe. Este governo cai por ter ignorado a crise e lhe ter tardado a responder; por insistir, teimosamente, no projecto do TGV ao mesmo tempo que corta os salários da função pública e estirpa fiscalmente os portugueses; por ter o mais baixo grau de execução de medidas anunciadas, de que assim de repente me lembro, o que abala por completo a confiança que nele se possa depositar; por ter respondido à crise a prestações e a cada PEC que anunciava ter jurado de pés juntos que seria o último - ao que parece Sócrates fazia figas atrás das costas.

 

Aquilo que hoje vivemos resulta de tudo isto e da acção de um primeiro ministro, que desejando ir a eleições, chutou a responsabilidade das SCUTS para cima do PSD provocando este e avançou com um PEC na Europa sem ter ouvido nenhum parceiro social, partido de oposição ou morador de Belém. Estas foram as gotas de água que cairam sobre a mentira, essa sim, a verdadeira razão para esta crise política e a queda do governo. Sim, a mentira!

 

E o senhor, ao dizer isto, também está a mentir. Veja lá não caia, também.


publicado por João Maria Condeixa às 11:29
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 21 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 21/3/11

Confio no projecto que o CDS guarda para o país, como sabem. Daí que não me espante que o rumo escolhido neste congresso seja, em grande parte, aquele que Portugal tanto precisa, hoje e no futuro. O CDS encontra-se mobilizado, unido e detém a alternativa programática e estratégica ao bloco central.

 

Só que o CDS terá de passar a aplicar para si aquilo que preconiza para o país, para que o crescimento que lhe ambiciona seja também o seu. Virar-se para fora, indo captar independentes, é imprescindível para que o projecto seja enriquecido. Mas deverá cuidar também dos de dentro: daqueles que se esforçam por permanecer até altas horas por falar mas que, após o desfile das ideias encomendadas, são ignorados pela direcção e demais congressistas; daqueles que aquém fronteiras e no estrangeiro pensam pela própria cabeça e fazem política de qualidade mas que, por estarem já fidelizados, são esquecidos ou passados para segundo plano; daqueles que dão o peito às balas mas que, quando ninguém dispara sobre o partido, são arrumados até a uma próxima oportunidade; daqueles que não aparecem só em vésperas de governação. Caso contrário, quando formos à procura desses, terão desmobilizado por falta de reconhecimento.

De resto, já bastam os problemas costumeiros dos partidos que, reféns das estruturas e do seu peso, hipotecam muita da sua liberdade e representatividade, do seu crescimento ou discurso.

 

O regresso a um congresso electivo poderá resolver parte destes problemas. É essa a minha esperança. O resto dependerá da atitude de todos.


publicado por João Maria Condeixa às 14:57
link do post | Please be gentle | (2)

Domingo, 20 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 20/3/11

Aos que por cá passaram durante o fim-de-semana, as minhas desculpas. Problemas técnicos impediram que fosse libertando as postas prometidas. Sem wireless disponível, descobri que este país não foi feito para portáteis. Só para iPads.


publicado por João Maria Condeixa às 21:39
link do post | Please be gentle | (2)

Sexta-feira, 18 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 18/3/11

É hora de ir até Viseu. Amanhã voltamo-nos a encontrar por aqui, quando já estiver no congresso do CDS. Para quem quiser acompanhar, basta ir aparecendo que as actualizações irão surgindo. Até já


publicado por João Maria Condeixa às 18:45
link do post | Please be gentle | (6)

Quinta-feira, 17 de Março de 2011
por João Maria Condeixa, em 17/3/11

Um país entregue a um PSD sem estratégia totalmente definida e a um PS cuja única estratégia que apresenta é-lhe totalmente definida lá fora..

Temas: , , ,

publicado por João Maria Condeixa às 18:42
link do post | Please be gentle | (3)

por João Maria Condeixa, em 17/3/11

É óbvio que Sócrates quer que o governo caia. Este é provavelmente o último momento para Sócrates se propôr a eleições e ainda conseguir ganhar. Mais tarde, depois do PSD ter consolidado o seu projecto e ter descolado em intenções de voto do PS, será muito mais dificil a Sócrates arregimentar forças para derrotar a direita. Para já, mesmo à esquerda que dele discorda, ainda consegue capitalizar votos. Mais tarde, depois de apertar ainda mais o cerco e de ir tropeçando nas trapalhadas e na pressão que desgasta todos, será impossível fazê-lo.

 

Daí que ter sacudido as SCUTS para o PSD, o ter encurralado entre os aplausos da UE e o esforço desmedido do governo calimero e não ter avisado nenhuma das partes para negociação, nem sequer ter dado um telefonema ao PR, faça, obviamente, tudo parte de uma estratégia para irmos a eleições. E quando o bloco central quer - e neste momento quere-o - não há nada mais a fazer. É uma questão de tempo. A crise política está aí e foi lançada pelo PS. Mas com um propósito de salvação próprio.


publicado por João Maria Condeixa às 16:03
link do post | Please be gentle | (1)

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds