Terça-feira, 30 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 30/11/10

Nada melhor do que ouvir logo pela manhã, na TSF, um "Prontes, então é assim...".

Esta conjugação lexical, tipicamente portuguesa, utilizada por gente "enstróida e inducada" precede sempre uma rajada opinativa sobre todo e qualquer tema.

 

E assim foi. O senhor que começou com o "Prontes, então é assim..." lá debitou tudo o que sabia sobre a "tabelete" da Apple que irá fazer as delícias dos portugueses este Natal. Quem fala assim nunca é gago, tem sempre orgulhosamente o "coração ao pé da boca" - 3 órgãos num só local, extraordinário! - é sempre muito directo - embora enrole, enrole e enrole - e é, acima de tudo, sincero e frontal. Pois o senhor queixava-se da crise e "prontes e tal", que este Natal ia apertar o cinto, etc....mas que até lá..."prontes!"...não tinha resistido e eram 9 horas lá estava à porta da Worten na ânsia de largar 699 "aérios" por esta "maravilha que já faz certas coisas muito melhor que os portáteis e outras que os portáteis ainda nem fazem!".

 

Esclarecidos. O senhor, para além de conhecer as luzes que aquilo manda e os sons que liberta, pouco mais sabe sobre o gadget a não ser que "fica fora" quem não o tiver. E isso é quanto baste. Isso é tudo.

 

Mandem vir mais mercadoria. Portugal tem malta desta a rodos..


publicado por João Maria Condeixa às 23:57
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 29/11/10

O que o WikiLeaks hoje denunciou sobre os líderes mundiais já a cabeleireira da minha mãe, o taxista que me leva ao Lux, o empregado de balcão da pastelaria onde almoço, o merceeiro da minha rua e o barbeiro que me corta o pouco cabelo que me resta, tinham praguejado há que tempos. Não foi novidade nenhuma. Desconfio que nem para os próprios.


publicado por João Maria Condeixa às 22:15
link do post | Please be gentle | (2)

Domingo, 28 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 28/11/10

 

O fetiche é grande e praticamente universal. Não há homem que não sonhe entrar, combalido, num hospital perto de si para ser atendido, auscultado, encaminhado, apaparicado por uma enfermeira loira, esbelta, sorridente, inteligente e de seios comprimidos sob a farda que parece querer explodir a qualquer instante.

 

E se os momentos de crise não apagam estes laivos de predador sexual Neandertalensis, deviam apagar os hábitos despesistas que desde então o homem foi adoptando para seduzir, quanto mais não seja, financeiramente, o sexo oposto. - Calma, feministas deste mundo, que não estou a dizer que a culpa da crise é das mulheres ou dos homens bacocos e embevecidos por vós! -

Refiro-me, sim, à atitude esbanjadora de gastar um milhão de euros num novo fardamento no Hospital de São João, no Porto. Um milhão de euros para 4800 funcionários serem vestidos pela mão artística de Nuno Gama. Sim, porque o velhinho costureiro à esquina do Bulhão deve ter deixado o ramo e agora só estilistas afamados poderão tratar as nossas enfermeiras da inbicta.

 

Se fizermos as contas dá 200 euros por bata, o que me parece manifestamente exagerado. Ainda que cada um tenha três, isso representará 70 euros por cada uniforme, o que me continua a parecer caro demais para uma instituição que pode recorrer a uma fábrica directamente e adquirir o que pretende por, provavelmente, 10 singelos euros. Pagar 20 ou 7 vezes mais é desperdiçar preciosos recursos que poderiam ser canalizados para mais do que vestir pessoal, mas é, infelizmente, o espelho de uma mentalidade esbanjadora que irá executar um orçamento de estado que se quer profundamente rigoroso e controlado.

 

Um conselho: poupai. Até porque para a maioria dos pacientes masculinos, se para poupar, a saia tiver de ficar um pouco mais curta, não vem mal nenhum ao mundo.

 

PS - Faltou ao Público, estabelecer, numa prova séria de qualidade jornalística, um termo de comparação para percebermos o quão destorcida é a medida.


publicado por João Maria Condeixa às 22:55
link do post | Please be gentle | (1)

Quarta-feira, 24 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 24/11/10

Os números das greves são tão fiáveis quanto as sondagens do Oliveira Costa. Sendo que só nestes dias é que os números do governo não são optimistas.


publicado por João Maria Condeixa às 16:20
link do post | Please be gentle | (2)

por João Maria Condeixa, em 24/11/10

Talvez algumas empresas públicas tenham ficado totalmente encerradas e por um dia contribuído para a melhoria do défice.


publicado por João Maria Condeixa às 15:39
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 24/11/10

Não sou contra as greves. Só contra os piquetes!


publicado por João Maria Condeixa às 12:30
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 24/11/10

Pode parecer um contrasenso, mas também aqui se verifica o peso do Estado: hoje de manhã em horário de expediente os cafés estavam vazios.


publicado por João Maria Condeixa às 12:15
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 24/11/10

É visível o enorme peso do Estado. Hoje o trânsito estava uma maravilha. Melhor só na sexta da Cimeira..


publicado por João Maria Condeixa às 11:26
link do post | Please be gentle | (1)

por João Maria Condeixa, em 24/11/10
Aqui na Lapa a greve já se faz sentir. As tias não estão a ir à Cristal comprar pastéis de nata!

publicado por João Maria Condeixa às 10:45
link do post | Please be gentle

por João Maria Condeixa, em 24/11/10

 

 

Cortes salariais: PS e PSD admitem excepções nas empresas públicas. Ou não tivesse o PSD que acautelar anos de "ora governas tu, ora governo eu" e a grande maioria das empresas municipais deste país que controla.

 

Viabilizar, em sentido lato, a possibilidade de excepção a um governo que derrapa, mente e abusa, insistentemente, não é ingenuidade - e mesmo que fosse, mais pedidos de desculpas não se aceitam -. Viabilizar, sem acautelar concreta e objectivamente todas as excepções é puramente servir o interesse partidário, peditório para o qual Portugal já contribui há 30 anos. Depois querem ser alternativa.


publicado por João Maria Condeixa às 09:44
link do post | Please be gentle

Terça-feira, 23 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 23/11/10

A notícia devia ser: Georgianos revêem durante a Cimeira da NATO 80 amigas emigradas em Portugal.


publicado por João Maria Condeixa às 20:30
link do post | Please be gentle | (1)

por João Maria Condeixa, em 23/11/10

Nem por um segundo, o PS, caso estivesse na oposição e pudesse fragilizar o governo, hesitaria em ir para a rua juntar-se à CGTP ainda que as reivindicações e os cenários fossem os mesmíssimos que agora atravessa. Não haveria socialista que não tivesse já fomentado a onda necessária para que este governo caísse, tal como vi acontecer - e sem isentar ninguém de culpas - com o governo de Santana Lopes.

 

"Ai, se isto fosse no tempo do Santana já teria caído o Carmo e a Trindade!" - ouve-se a direita dizer e com razão. O PS não tem a mesma tolerância à dor, o mesmo poder de encaixe, não se importa se está a atirar pedras tendo telhados de vidro e - está-lhe na massa do sangue - é capaz de pôr a mão na anca, bater o pé e descambar meio Portugal caso isso lhe perspective poder, ainda que concorde com parte daquilo em que está a bater.

 

A direita não. Guarda-se naquele cavalheirismo e conduta de família conservadora - que no filme do facebook valeu àqueles meninos de Harvard um valente barrete enfiado - e é incapaz de dar um murro na mesa, apesar de ser sobejamente reconhecido que tem autoridade e razões para isso. Mas também este comportamento lhe está na massa do sangue ou não fosse a direita considerada reaccionária, ou seja que reage, o que significa que para agir já alguém teve de fazer merda primeiro. E a sua ponderação servirá para equilibrar o feito.

 

Só por toda esta antropologia política é que vai para a rua quem vai e fica em casa quem fica. Sendo que nem uns, nem outros estão no ponto perfeito para que isto ande para a frente.


publicado por João Maria Condeixa às 11:30
link do post | Please be gentle

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 22/11/10

O problema não está no ajuste directo. O problema não está na lei que o permite em caso de interesse público. O problema não está nestes blindados atrasados que irão servir para pôrra nenhuma e que mesmo que tivessem chegado a tempo continuariam a não servir para nada. O problema está em não se responsabilizar ninguém quando à posteriori não se verificam as razões evocadas para a excepção.

É que enquanto assim for havemos de comprar muitos outros blindados atrasados. E na mesma por ajuste directo.


publicado por João Maria Condeixa às 22:50
link do post | Please be gentle | (2)

por João Maria Condeixa, em 22/11/10

Este fim-de-semana foi pródigo em mudanças:a Rússia e a NATO parecem ter-se entendido quanto a uma parceria futura no combate ao terrorismo - lá se foi definitivamente o pacto de Varsóvia, meu caro Bernardino - e o Papa Bento XVI veio admitir o uso de preservativo dando um importante passo no sentido de uma Igreja doutrinal, mas ciente da realidade e capaz de acompanhar os tempos.

Agora sim, que o mundo mudou em 3 dias, Sócrates não aparece a dizê-lo?


publicado por João Maria Condeixa às 10:01
link do post | Please be gentle | (2)

Domingo, 21 de Novembro de 2010
por João Maria Condeixa, em 21/11/10

 

Fui ontem à manif do PCP Anti-NATO na esperança de ganhar um World Press Photo Award baseado naquela ideia de Robert Capa "if a picture is not good enough, you weren't close enough", o que demonstra muito da minha qualidade enquanto fotógrafo que vive à espera que lhe apareça um morteiro à frente da objectiva, já que não tem técnica para mais. Mas não tive essa sorte.

 

Portugal não é capaz de atrair investimento estrangeiro, nem arruaceiros de outras paragens - simplesmente não há quem nos ligue! - pelo que me vi obrigado a fotografar a escassa "prata da casa": quase vinte e dois anarquistas e meio que não se pouparam em trajes e pinturas, mas que, alérgicos a bastonadas na espinha, jamais tentaram a "desobediência civil" que treinam nus diariamente frente ao espelho à saída do banho. Uns meninos, portanto, que hipotecaram o meu prémio.

 

E o pior é que para além deles não havia mais ninguém. Tirando aquela malta de esquerda que parecendo os marchantes de Santo António em dia de ensaio geral, se manifestavam contra tudo e contra todos usando a NATO como artificio. Havia-os para todos os gostos: manifestantes contra touradas que a NATO patrocina, seres estéricos que, avenida acima, avenida abaixo, culpabilizavam a NATO pela cauda cor-de-rosa que lhes saía das calças, mulheres contra o tráfico de outras mulheres, que como é sabido, mundialmente, é culpa directa da NATO. E sindicatos, muitos sindicatos da CGTP, que apelavam à greve geral, presumo eu, contra a NATO, essa instituição capitalista de má índole e mais-não-sei-o-quê que a constituição não permite.

 

E todos eles gritavam palavras de ordem com imenso sentido. Provas? Deixo-vos a fotografia lá em cima. Todos nós sabemos que se não fosse pela guerra, o Sul de Portugal, nomeadamente o Algarve, tinha todas as condições para o Turismo. Valha-nos sindicatos destes que não dormem um segundo que seja e que lutam tanto por nós! Um dia Albufeira viverá em paz, reerguer-se-á dos escombros e os portugueses poderão vendê-la aos ingleses.

 

Depois de ontem fiquei com a certeza que há figurantes profissionais que vão ao programa do Goucha e depois há estes.


publicado por João Maria Condeixa às 13:57
link do post | Please be gentle | (5)

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds