Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2011
por João Maria Condeixa, em 24/2/11

Guardo a ligeira impressão que Portugal deve estar a ser visto como um daqueles putos baixinhos, rabinos e travessos, que fartos de fazer merda o dia todo e adiando o mais possível o assunto, ficam à porta da casa-de-banho, de pernas quase cruzadas e mãos em concha sobre a virilha, batendo insistentemente para entrar à medida que a "aflição" vai aumentando. 

 

É que, aparentemente, vamos agora esperar até 24 e 25 de Março por uma cimeira que decidirá sobre a flexibilização do FEEF, o que poderá - desta vez é que é! - acalmar o nervosismo dos mercados sobre Portugal - esses que iriam respirar de alívio com a eleição de Cavaco -. Até lá vamos indo de leilão em leilão - o que é bom até porque os juros estão muito em conta - tentando adiar a "aflição" e combatendo veementemente todos aqueles traidores da nação que dizem que Portugal deverá pedir ajuda externa.

 

O que fica por responder é quem pagará todo este atraso imputado sobre o país. Quem pagará este ónus sobre as contas públicas e as hipotecas que temos constituído para o futuro, caso se venha a verificar, no final, que o pedido de ajuda é inevitável?

 

É que quando Portugal se for "aliviar", pode já ter estragado a bexiga, mas a Teixeira dos Santos o máximo que pode acontecer é perder o cargo!


publicado por João Maria Condeixa às 16:44
link do post | Please be gentle

4 comentários:
De josé académico a 24 de Fevereiro de 2011 às 17:05
Meu caro, essa dos putos aflitos terem que ser, necessariamente, baixinhos, até parece discriminação, não seja o caso de ter ido buscar à experiência própria a inspiração para o engraçado intróito ao seu texto. ;)
Quanto ao pagador, tem dúvidas? Pois, serão os nossos filhos, netos e, quiçá, bisnetos, que, com a sangria que por aí vai, bem podem preparar-se os não nascidos para a bela herança do Portugal socrático.


De João Maria Condeixa a 24 de Fevereiro de 2011 às 17:33
de facto talvez seja um defeito de quem toma o seu exemplo como geral. Isto de ter sido baixo e assim ter permanecido repercute-se na forma como relembramos a infância :)
Quanto à factura há que exigir que seja o menos penosa possível. E adiar pedidos de ajuda só a vai agravando e onerando esse futuro.


De detectives privados a 29 de Novembro de 2011 às 02:04
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engraçado.. posso chamar-me seguidor cem-por-cento neste website abrx


De Agora que fechou até dectetive privado a 2 de Dezembro de 2011 às 02:54
entra

político privado num tem né?

Mas se todo o homem é um animal político atão os idiotes ou homes privés que não se imiscuem na gerência dos condom domínios nazionales nã sã uns detectives privados da púbica vida):


Comentar post

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds