Domingo, 3 de Outubro de 2010
por João Maria Condeixa, em 3/10/10

 

Não fui aos U2. Não fui, nem devo voltar a tentar ir a nenhum concerto dos irlandeses. Sou o que se chama um traumatizado: há um ano e meio, com bilhetes comprados para o avião e para o concerto de Barcelona, tive de cancelar tudo a três dias de partir. Daí que não tenha sequer pensado em arranjar uma entrada e tão pouco tenha inveja daqueles que ontem e hoje vão a Coimbra bater o pé.

 

Mas nem por isso me tornei num daqueles moralistas da censura que, da esquerda à direita, ao mínimo vislumbrar do magote de gente que comprou bilhetes para o concerto, abre a boca para dizer: "..e ainda dizem que estamos em crise!".

 

Dos pseudo-liberais de direita, aos  falsos anarcas de esquerda, passando pelos libertários-de-coisa-nenhuma, encontramos sempre quem tenha a mesquinhez de largar um petardo desses, esquecendo que as suas prioridades podem não ser as de outros e que quem comprou um bilhete para os U2 poderá ter liberdade financeira para isso e muito mais, ou então optou por cortar noutras coisas que não lhe fazem falta para completar a sua felicidade, como lhe fazem os U2 ou outros rouxinóis do género.

 

E quem comprou esses bilhetes com os olhos da cara, talvez não retire de uma camisa Ralph Lauren, de um  charuto de Havana ou de uma prestação mais elevada por outra assoalhada, nada mais que o que retira de uma camisa da H&M, de um  simples Marlboro, ou de um arrendamento modesto e por isso talvez opte por estas extravagâncias.

 

É bem verdade que vivemos - ou pelo menos vivíamos, não sei se depois de Sócrates haverá hipóteses para isso - numa época de consumismo desenfreado, mas ainda assim cada um sabe de si.


publicado por João Maria Condeixa às 16:15
link do post | Please be gentle

4 comentários:
De sofia a 3 de Outubro de 2010 às 20:48
Olá João, eu também não fui ao concerto dos U2 por opção mas lembro-me perfeitamente da loucura da compra dos bilhetes, há quase um ano. Em 7 horas esgotaram-se os ingressos! Se isso é sinónimo de crise ou não penso que não tem muito a ver pois a crise tem várias faces, tal como sucede com o capital próprio. Ou até mesmo com o conceder a si mesmo um "miminho". Porque não? Se se poupou para tal e se se pode dispender desse montante...cada um sabe de si, como bem dizes.
Beijinhos e boa semana,Sofia


De Francisco Castelo Branco a 6 de Outubro de 2010 às 12:13
lá porque estamos em crise vamos deixar de fazer o que nos apetece?

deixar de viajar?

de facto, não faz nenhum sentido a conversa desses moralistas.

quem quer e pode vai, quem não quer não chateie quem gosta de ir


De João Maria Condeixa a 6 de Outubro de 2010 às 18:20
Óbvio que seria melhor que aqueles que mais podem pudessem ajudar os que menos podem, sobretudo em tempo de crise. Mas ainda assim, cabe à consciência de cada um fazê-lo ou não.

E há quem ajude e ainda possa fazer o que bem lhe apetece sem ninguém ter nada com isso..


De Francisco Castelo Branco a 6 de Outubro de 2010 às 18:31
isso é reflexo da sociedade egoista em que vivemos

e em tempos de crise esse egoísmo é mais evidente


Comentar post

Real Constituição da República do Cáustico
Leia atentamente este folheto antes de tomar a constituição como sua.
Caso tenha dúvidas, consulte o seu médico, farmacêutico ou constitucionalista de família.
Em caso de emergência:
jcondeixa@hotmail.com
Posts recentes

Pulling the plug and full...

OE2012: do corte na despe...

Curto rescaldo da Madeira

Na Madeira

O fetiche do voto do betã...

A 18 cêntimos a acção (3)

A 18 cêntimos a acção (2)

A 18 cêntimos a acção

Em entrevista comparada

Alguém me explica este li...

Últimos comentários
Hmmm é pena que o blog tenha acabado :(
quanto mais a deleora só isto era um poste da edp ...
Cambada de antropomorfistas d'electrõesJá agora eu...
Durante uns bons anos - 5 pelo menos - tb fui ague...
Eutanasiar um blogue...eu sei o que custa manter u...
entrapolítico privado num tem né?Mas se todo o hom...
Oi muito thanx! amei re-ler essa publicação é engr...
é que não apanham pó....a desvantagem é que desapa...
mais comentados
Diário da República
2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


Temas

todas as tags

subscrever feeds